PESSOAL • Dia do Pai




Hoje é Dia do Pai, dia do meu papá Bond como o chamo às vezes. Tenho com este homem a relação que mais gosto em toda a minha vida. É do género: ''Pai saiu uma música nova dos Snow Patrol!'' ''A sério? Manda aí o link...'' depois ninguém pode ouvir o senhor porque anda a cantarolar isto pelo elevador, carro, entre outros.

Tenho uma relação com o meu pai tão à vontade (às vezes roça o à vontadinha) que em maior parte das vezes acabo por o tratar pelo primeiro nome, coisa que comecei a fazer mal abri a boca e ele decidia correr atrás de mim com a câmara de filmar (facto: tenho a minha vida documentada até aos 4 anos, quase mensalmente...lindo!).

Este senhor, a quem tenho o prazer de chamar pai, ensinou-me a ouvir The Beatles, a apreciar um bom filme e claro, mostrou-me a grandiosidade por detrás dos Genesis...que são só das melhores bandas do Mundo.

Pontos altos dos meus fins-de-semana: vê.lo chegar da sua volta de btt (volta é como quem diz, o senhor chega a fazer 90 km em cima da bicicleta), e perguntar ''então Nuno, quantos fizeste hoje?''. Claro está que a recompensa normalmente é um almoço rico em hidratos de carbono e termina-se a tarde com um filme ligeiro (sim, descobri à pouco tempo que ele acha imensa piada a filmes sobre universitários) e uma sestinha.

Tudo isto para dizer que não podia ter pedido melhor pai do que o meu. Hoje é dia de todas nós dedicar-mos um tempinho ao homem da nossa vida. Acreditem que se tiverem um pai como o meu, a quem posso chamar de melhor amigo e às vezes quase de irmão, estão muito bem servidas, mas sem ofensa (mesmo sem ofensa) tenho dúvidas, porque o meu pai é único e é o melhor!




3 comentários: